Bem vindos ao meu blog! Aqui conto histórias adocicadas de mãe do Guga do Jomi e da Sofi Relato histórias de uma mãe babada/galinha como todas as outras, rendida a uma dedicação total aos 4, pois o pappy tambem conta!

11
Nov 08

(Imagem retirada da net)
Sou daquelas que ainda acredita ou melhor, acreditava, na amizade pura, que dá sem pedir em troca, sem cobrar, nada. Mas particularmente, acreditava na amizade sem traição. Já não há amizade. Não há mesmo. É com muita pena que digo isto. Escrevo isto. Custa-me. Nem imaginam quanto.
Tenho grandes amigos. Não muitos até porque aqui se aplica a velha máxima da qualidade versus quantidade. Mas excelentes. De uma grandeza humana formidável. Daqueles que no momento certo, de dor, dificuldade, estão lá, com a sua mão, o seu abraço, a sua palavra. Daqueles que jamais seriam capazes de me trair. E que vaidade tenho eu neles!
 Depois há os outros. Os que pareciam ser mas afinal não são! Nada mesmo. Grandes amigos, mas de si próprios, do seu imenso ego. Esses não me interessam, não os quero e por isso daqui lhes mando um recado muito, muito verdadeiro. Não percam o vosso tempo comigo. Já dei demais para o vosso peditório. Sinto-me muito triste com esta situação, já devia ter idade para perceber melhor quem é amigo, e quem nos utiliza para seu proveito….Acreditem fiquei muito magoada, e ontem só me apetecia chorar, de tão enganada que me sentia, mas o tempo ajuda a esquecer e OS BONS superam em qualidade os maus.
publicado por guguinha às 14:55
sinto-me: Traida

:(
Infelizmente de vez em quando apanhamos uns assim!
Mas faz parte do nosso crescimento enquanto seres humanos. Aprendemos com estas bofetadas que a vida nos dá
Beijinho
me a 11 de Novembro de 2008 às 15:13

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
Novembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13
14
15

16
17
18
20
22

23
24
26
28
29

30


blogs SAPO