Bem vindos ao meu blog! Aqui conto histórias adocicadas de mãe do Guga do Jomi e da Sofi Relato histórias de uma mãe babada/galinha como todas as outras, rendida a uma dedicação total aos 4, pois o pappy tambem conta!

07
Out 08

Existe uma coisa a que chamamos "moral"?

Há , hoje em dia alguém que saiba exactamente o que é correcto ou errado?

 
Ao jantar  ontem ,a tia do C do fundo de seus 80 anos disse: "C, se eu tivesse que educar um filho hoje, honestamente não saberia o que ensinar, não consigo saber o que é bom ou mau mais".
 
E assim estamos a viver uma era onde o novo já está disponível, mas o velho insiste em ficar. Poucos são aqueles (e sempre foram bem poucos) capazes de entender o que a vida é, sem querer fazer dela uma importância de si mesmos, de seus desejos, de sua vontade.
 
A vida simplesmente é,  o  que nos oferece todos os dias, o que fazemos dela  e é apenas da nossa responsabilidade. Assim como o que pensamos e dizemos sobre nós mesmos, sobre aqueles que nos circundam, sobre o lugar onde vivemos, sobre este mundo.
 
 Hoje conheço um Deus amoral, certamente Ele não está preocupado se existem ricos ou pobres, se as pessoas têm ou não o que comer, Esse Deus não lhes cobra nada, não exige nada. Não é ele que se preocupa se o PIB vai crescer ou não.
Decididamente acho, que estas não são as preocupações de Deus.
Deus fez um mundo perfeito, sem necessidade de melhoras, assim como aos seres humanos, perfeitos em si mesmo, conhecedores de toda a sabedoria, com  capacidade deestarem  alegres e bem-dispostos.
Sim, mas o que é que  nós fizemos com tudo isso? Em que direcção caminhamos?
 
Deus está preocupado apenas com a : CONSCIÊNCIA...
 
E para ser consciente não importa ser um santo ou pecador, bom ou mau, rico ou pobre, saudável ou doente.
Para se ter consciência, é preciso saber o porquê de  estarmos aqui...verdadeiramente.
publicado por guguinha às 15:26
sinto-me: Pensativa

06
Out 08

 

Comemoram-se dentro de curto tempo, dezassete anos sobre esta passagem. Um dia, aproveitando as férias das minhas colegas de apartamento, convidei o meu namorado da altura (que, entretanto, e apenas por casualidade, é o pai dos meus filhos) para dar uma escapadinha a minha casa.

Estávamos nós no meu quarto, quando ouvi alguém pôr a chave na porta. Era a minha a minha colega de apartamento. No alvoroço do “e agora? “, empurrei-o para o corredor e disse-lhe “rápido, esconde-te na dispensa”. Ora o moço, ficou apalermado no meio do corredor a perguntar “mas onde é que é a m... da dispensa? “.

Sei que, no meio do embaraço da espera da minha colega abrir a porta e entrar em casa, o puxei de volta ao quarto e… juro que quase molhei as cuecas de tanto rir.

Foi a recordar esta cena que fiz o caminho de casa até ao trabalho. Proporcionou-me umas boas risadas logo pela manhã (com os outros condutores a olhar com ar de “ aquela gaja é maluca!”).
 

publicado por guguinha às 10:02
sinto-me: Bem disposta

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
Outubro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
15
16
18

19
20
21
25

26
27
29
30
31


blogs SAPO