Bem vindos ao meu blog! Aqui conto histórias adocicadas de mãe do Guga do Jomi e da Sofi Relato histórias de uma mãe babada/galinha como todas as outras, rendida a uma dedicação total aos 4, pois o pappy tambem conta!

01
Fev 11

 Uma vez mais, olhei para os meus filhos sentados à mesa para jantar e me apaixonei por aqueles olhares. Olhares não para mim, mas para o mano caçula que mais uma vez fazia as suas piadinhas.

 Então pensei que alegria era a vida de cada um ali e como seria difícil viver sem esses olhares. É difícil Termos momentos com menos que três falando ao mesmo tempo, e algumas discussões acontecem “muitas vezes”.

E é isto que me apaixona. Como a vida não pode ser programada ! Como cada filho reserva suas surpresas para nós pais, todos os dias. Principalmente com os mais velhos como o amor exige entrega, amadurecimento e liberdade (não abandono).

Por exemplo, ultimamente tenho tido certa dificuldade para falar com meu filho do meio (os pais mais velhos devem pensar: Que novidade!). Mas esta dificuldade exige de mim um amadurecimento no que refere a respeitar o espaço dele como pessoa, e como pessoa amada. Não é fácil quando um filho entra dentro de si mesmo, se isola no quarto e não conseguimos arrancar o que o incomoda ou o que ele está a pensar naquele momento. Queremos ajudar a parar aquele silêncio e nada. Sentimos-nos trocados, impotentes ou mesmo desrespeitados. Eu, pelo menos, sinto-me até com raiva por não poder ler os seus pensamentos. E é aí que tenho que me controlar para amar, correr o risco, respeitar, esperar sem me afastar, e não considerar como derrota pessoal um facto corriqueiro de qualquer adolescente normal. Isto é engraçado , pois, como eles nunca foram adolescentes, eu também nunca fui mãe de dois adolescentes e portanto temos que aprender juntos. E eu sei que não basta pensar que fomos adolescentes a 20 atrás , hoje agimos e pensamos diferente e temos que nos esforçar muito para compreendê-los. Eu vou insistir, na espera, naprocura do diálogo e principalmente nas demonstrações de amor; no beijo na face ou na boa noite antes de dormir .

publicado por guguinha às 13:12

Ninguém disse que é tarefa fácil e temos de fazer por estar à altura das diferentes etapas que eles vão passando. Vai correr bem!
beijos e mil sorrisos
:o))
mil sorrisos a 1 de Fevereiro de 2011 às 20:44

Olá! sim eu sei que vai correr bem, afinal é o meu menino, aquele que é mais parecido comigo. Sei que é fase passageira e que todos passam por ele. Só dá uma saudade (ás vezes:)) do tempo em que ele se abraçava a mim, me dava beijinho, enfim coisas de mãe. beijinho grrande, Guguinha
guguinha a 2 de Fevereiro de 2011 às 09:52

A familia completa

My Family from WiddlyTinks.com
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
Fevereiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28


Onde estou
Awareness Ribbons Customized - ImageChef.com
Quem me visita e visitou
online
eXTReMe Tracker
blogs SAPO